Arquivo da categoria: Invenções

A história da Rosa

Rosa menina pura que morava na roça.

Rosa é menina meiga, doce, de sorriso fácil e abraço largo.

Gostava de brincar na beira do rio, de comer manga no pé, de dançar música de roda e de correr até ficar torta.

Essa era Rosa que até então, era só mais uma menina da roça.

 

Mas a vida caminha é para frente, e com Rosa não poderia ser diferente.

Rosa cresceu e virou moça bonita, de parar o mercadinho da vila.

Os rapazes de espremiam para ver Rosa passar, era um grande prazer sua beleza admirar.

Rosa era ingênua e não percebeu que o Lobo desejava seu coração roubar.

 

E foi assim que aconteceu, em uma festa de balão;

Rosa estava linda com vestido de florzinhas rodado até o chão.

O Lobo cheio de si, fantasiou-se de ovelha

e em Rosa despertou uma centelha.

 

Naquela primavera se casaram.

Era tudo tão esquisito quanto quadrado.

Os rapazes não se conformavam

ver Rosa preza ao agora Lobo revelado.

 

Pobre Rosa, na armadilha que caiu fez grandes machucados.

Mas ela guardava em si a esperança,

e com fé e força chamou um Anjo

para ajudar em sua escapansa.

 

Rosa conseguiu escapar

e decidiu sua vida recomeçar.

Rosa ainda era muito bonita

Mas não era tão inocente quanto uma menina.

 

Foi ai que o Anjo contou ao Eterno,

todo este triste mistério.

O Eterno tanto se comoveu,

que suas lágrimas caíram e então choveu.

 

Olhou para a Terra e procurou,

aquele que tinha o coração cheio de amor.

Fez o vento soprar para que Ricardo

pudesse Rosa encontrar.

 

E foi em uma festa cheia de coração,

com gente sorrido, com gente dançando, com gente amando.

Ricardo olhou para Rosa, e então

se lembrou da linda flor da roça.

 

Não puderam conter tanta felicidade

E o verão os abençoou para a eternidade.

Desta vez Rosa fora muito feliz,

exalava seu perfume igual a um chafariz.

 

Coisas lindas fez o Eterno na vida de Rosa,

que desabrochou e fez sua história percorrer toda a roda.

 

Natalia

Anúncios

Capuccino, pensamentos e decisões

Mais uma vez eu neste santo e abençoado lugar…

Estou tomando um Capuccino, (muito ruim diga-se de passagem) e estou em um terrível dilema com a minha mente em que estou procurando não estar ansiosa quando na verdade estou ansiosa.

Que engraçado. Eu queria poder não ter que passar por certos tipos de coisas, as vezes dá uma vontade enorme de “resetar” a nossa vida e começar do zero fazendo tudo diferente. Mas então vem o Senhor e nos mostra que tudo faz parte de um plano maior, que podemos não entender no momento, mas que algum dia, o presente que será passado fará sentido. Entretanto meus caros, até que esse futuro chegue e se torne o presente, e que essas coisas enfim façam sentido precisamos passar por uma via bem estreita e dolorosa.
Por que quando precisamos não estar ansiosos, ficamos ansiosos para não estarmos mais ansiosos??? Ontem antes de dormir me peguei ansiosa, e acredite eu tinha certeza que não estava ansiosa. Mas me dei conta que estou.

Porém assumo que não sei até onde estou ansiosa e até onde estou esgotada, e até onde estou perdida. Confesso que gostaria muito de poder ir para um lugar bem tranquilo neste momento, e ficar a sós com Deus para poder me encontrar, confesso que está bem difícil.

Mas contudo, vou perseverar porque de algum modo sei que estou aqui porque me coloquei aqui, e se me propuser a sair e deixar que Deus me mostre o caminho, ai sim conseguirei dar passos em direção a um rumo diferente!

Talvez para quem leia isto não faça sentindo nenhum, mas para mim, fez todo o sentindo.

Fica para reflexão:

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.”  (Filipenses 4:6-7)

Fiquemos na graça,


Construção e costume

Aqui estou novamente; fiz umas pequenas alterações no meu bloguinho… já estou começando a gostar de ser blogueira. O que começou apenas como um meio de fugir dos pensamentos que me afligiam, agora está começando a virar um hobby. Sinto saudades quando fico muito tempo sem visitar este espaço, acho que estou me familiarizando mais com o blog.

Dai a idéia de colocar costume, porque não duvido que não demora muito terei o costume de sempre postar algo aqui. Ainda não defini o conceito, até porque eu ainda estou me definindo em conceitos; também coloquei construção pelas pequenas alterações que fiz no meu bloguinho.. hehehehe gostei bem!

Mas quero ampliar e explorar mais uma abordagem que fiz ainda a pouco.. ” até porque eu ainda estou me definindo em conceitos”. Isso é a mais pura verdade, eu estou nestes últimos meses conhecendo algumas características minhas que até então me eram desconhecidas, ou talvez eu mesma ainda não havia lhes dado a devida atenção. Pode ser também que eu não havia amadurecido o suficiente para me aperceber que elas sempre estiveram comigo e nunca se evidenciaram por razão das circunstancias de minha vida, até então não terem exigido a sua presença. Mas a verdade é que tenho me olhado sobre um angulo diferente e tenho gostado do que tenho visto. E o melhor, o que não gosto estou jogando fora. Estou ficando mais segura para tomar decisões e mais madura para viver as consequências delas também.

Talvez por essa metarmofose ainda não concluída ou por indecisão, não chego em um consenso sobre o layout do meu blog, e conceito a ser aplicado nele, mas a verdade é que ele está sendo fundamental para que eu analise e reflita sobre muitas aspectos da minha vida. Para quem leu Harry Potter, ele tem para mim a mesma função da “Penseira de Dumbledore”. Aiii que delícia!

Não há como colocar uma idéia ou argumento para finalizar este post, porque ainda não conclui a minha mudança. Duvido muito que ela possa um dia estar completa, mas gosto muito de pensar que ela é um pouco sasonal e um pouco constante. Sasonal porque há épocas que as evidências dela são maiores e mais chamativas; constante porque mesmo não aparecendo, ela sempre está comigo.

Beijos a todos e fiquem na Graça daquele que não nos deixa sequer um minuto….