Arquivo da categoria: Expressando…

O que eu quero!

Eu quero poder andar na rua, e perceber que eu estou andando na rua, perceber o que está ao meu redor.

Eu quero gostar de todos os dias da semana, e não ficar ansiosa somente pelo sábado e domingo. Pois todos os dias são especiais, quero poder aproveitar o que cada um tem de bom.

Eu quero poder domir, mas também quero ter prazer em acordar. Quero que meu sono pare de ser uma fulga e seja realmente o meu descanso.

Eu quero poder ir buscar pão na padaria para tomar café da tarde. E quero que o motivo que me tire do sério seja o leite que ferveu demais e derramou no fogão.

Eu quero poder apreciar um passeio na praça, mais do que a volta no shopping. Na verdade Eu quero que o shopping vire um passeio, e a praça vire rotina.

Eu quero estar em casa, somente por estar, e não entrar correndo, tomar banho correndo e dormir correndo.

Eu quero conhecer os meus vizinhos, e conversar com eles. E quando o açucar acabar, ter a quem recorrer.

Eu quero paz, e quero viver.

 

Certa de que Dias melhores virão….


Aprender o que é bondade de Deus

Sim porque eu achava que era pós- doutorada nesse assunto. Mas recentemente Deus tem em ensinado que não, que ainda tenho muito a aprender sobre o que é bondade, e ainda mais, sobre o que é a bondade dEle.

Pelo dicionário on line Michaellis, bondade significa: 1 Qualidade de bom. 2 Disposição natural para o bem. 3 Benevolência, brandura, indulgência. 4 Boa índole. 5Cortesia, favor, mercê. 6 Justiça.

Eu achava antes que bondade, era você não fazer nada errado, e que consequentemente a bondade de Deus para comigo era satisfazer todas as minhas vontades. “Lógico, porque se eu havia me comportado direitinho, é óbvio que Deus iria cumprir TODAS as minhas vontades, tipo causa e consequência, ação e reação.” Mas para minha surpresa e sorte, o Espírito Santo me ama o suficiente para não deixar que meu egoísmo estúpido me enganasse, e então de uns dias para cá começou a me ensinar que o meu conceito sobre a bondade de Deus, na verdade completamente errado.

Primeiro, os meus conceitos e parâmetros não são os mesmos que os de Deus, ou seja, o que eu acho ou considero que seja bom, não necessariamente será também o que Deus considera e acha bom.  Segundo, Deus não barganha comigo, não é porque eu sou ou deixo de ser boa que Ele é bom comigo.

A palavra de Deus nos diz, que Ele é bom e que sua misericórdia dura para sempre (Rendei graças ao Senhor, porque Ele é bom, e a sua misericórdia dura para sempre – Salmos 136:1). Logo Deus em sua natureza é bom, independente do que façamos Ele é bom, em todo o tempo Ele é bom. Não importa se errei ou se acertei, Ele é bom. E com base nisso, o Espírito Santo tem me ensinado que muitas vezes eu confundo a minha “bondade” com a Bondade de Deus. Quando vou orar ou pedir algo para Deus, eu peço coisas “boas” porém me baseando em meu conhecimento terreno ou meu próprio conforto, seja em minha área profissional, pessoal, sentimental ou até mesmo espiritual. Não priorizo a opinião de Deus, ou então peço: “Senhor faça a Sua vontade, mas eu preciso que tenha isso, isso, isso e aquilo. Porque com todas essas coisas, ai sim vou saber que é o MELHOR do Senhor para mim.”

Mas e se de repente, o MELHOR de Deus para minha vida for completamente contrário ao que eu penso e acho que é bom para mim???? Confronto de caráter e exercício de fé na certa.

Para poder viver o Melhor de Deus, a bondade de Deus, eu vou precisar abrir mão do meu melhor. Vou precisar perder, e para perder eu vou precisar de Fé. Porque quem acha que perder e abrir mão é fácil, já adianto que não é. É ncessário você confiar que mesmo que não tenha a mínima ideia do que acontecerá lá no futuro, você confia que será o Melhor de Deus. Isso tudo porque Ele é Bom. Entende?

Dentre as definições que o dicionário trouxe para bondade está Justiça. Deus é Justo, e logo quando opera sua bondade em nossas vidas, consequentemente é algo justo, a medida não é nem a mais e nem a menos do que precisamos, é a porção exata sem que a gente precisar ficar falando, opinando ou demonstrando o que é “bom”.

Então depois de toda essa reflexão eu posso te dizer que sim, achei um monte de coisas que eu tinha certeza que eram de Deus para mim, mas que na verdade quem escolheu fui eu mesma. Estou orando, para que o Senhor possa ter misericórdia e me ajudar nesse meu vale. Que Ele me leve pelas mãos.

 

Sentadinha na cadeira da sala de aula do Eterno, para aprender porque nunca é demais….

 

 


Viva o meu caráter!

Nos últimos dias Deus tem me ministrado muito sobre caráter.

E segundo os padrões da sociedade humana é muito fácil ter caráter, mas e quando Jesus te instrui: “Viva o meu caráter!” Lindo não acha?????? Mas o coração enganoso do homem pode nos roubar.

Tenho percebido que viver o caráter de Deus não é bem como pensamos. Afinal os valores de Deus são diferentes dos nossos, quer um exemplo: A justiça de Deus! Para nós um homem (ou mulher) que tenha cometido assassinato deve pagar pelo crime independentemente de ele (ou ela) ter se arrependido do erro e ter decicido mudar sua conduta. Agora para Deus, o arrependimento genuíno traz o perdão e a maneira como esta pessoa responderá pelo seu ato, será algo entre ela e Deus.

Percebi como baseio as minhas atitudes nos meus próprios juízos de valor, sendo que há 8 anos eu escolhi e decidi viver a minha vida de acordo com os valores e vontade de Jesus. Quanto mais leio a palavra de Deus (sim finalmente este ser está fazendo o seu devocional) mais me dou conta de como sou ridícula perto de Deus. Que ser insignificante, orgulhoso, soberbo, mesquinho que sou; e se não fosse este grande amor de Jesus pela minha vida e a longanimidade do Espírito Santo em me corrigir e me ensinar como é que realmente eu devo ser, não quero nem pensar onde é que eu estaria agora.

Hoje acredito fervorosamente que vale a pena todas as mudanças que passamos e todas as dores que acompanham as mudanças quando começamos a caminhar com Jesus. Entendi que não vale a pena tentar viver a minha vida baseada naquilo que conheço e nos meus achismos. Hoje a minha oração tem sido: Jesus mais de ti e menos de mim.

Quanto mais eu conheço Jesus, menos eu gosto da minha natureza humana, mais quero me parecer com Ele, pertencer a Ele e desfrutar do Seu amor. Quero estar no centro da sua vontade, aos pés da Cruz, diante do Seu trono para que Ele possa ir arrancando camada por camada de vícios, pecados, mentiras, cascas e doenças para que no Grandia Dia eu esteja exatamente como Ele sonhou que eu fosse estar.

Em busca de viver como ovelha….


Decisões e o tempo

Graças a Deus, por este espaço!

Graças a Deus, porque estou viva!

Graças a Deus por tudo!

Não sei quantas pessoas passam por situações semelhantes a que vou colocar aqui, mas já adianto que para aquelas que já viveram isso pelo meno uma vez na vida, já é dela grande parte de minha simpatia!

Tem momentos no nosso dia a dia em que estamos insatisfeitos com certas coisas, que parecem ser corriqueiras, ou ainda são traços da nossa personalidade, carreira, relacionamentos, enfim, em alguma área da nossa vida, uma certa farpa te incomodando, mas ela é pequena e sutil, mas mesmo assim, ela está ali e te incomodando.

É assim que muitas vezes nos sentimos em relação a um determinado ponto de nossa vida. Pode parecer nada para quem olha de fora, mas nós que estamos sentindo, sentimos muito e muito incomodo. E com isso o que quero ainda dissertar é que e quando você está com todo este incomodo mas ainda é barrado pelo tempo e pelas circunstâncias de tomar uma decisão e assumir uma nova postura. P-A-S-M-E-M!!!!!!!!!

Eu te falo, é horrível. Só orando e pedindo muita graça a Deus para não chutar o balde e mandar tudo exploder! Sim no sentindo mais decente da palavra, se exploder! Porque tem horas que humanamente falando, é isso que tenho vontade de fazer!

Que porcaria de sistema economico que me faz ter que me desdobrar em duas e me matar para ter um mínimo de dignidade para sobreviver neste mundo tenebroso! (isso sim foi um desabafo)

As vezes quero tomar uma decisão “radical” mas me vejo atada a correntes (que começo a me perguntar se são realmente necessárias, ou se sou eu que as uso como desculpa) que me fazem refletir e aguardar a oportunidade correta para que a decisão flua também de modo correto. Mas assumo que tem horas que não quero aguardar esta bendita oportunidade; dai me deparo com as belas ou feias consequências que uma atitude impensada pode trazer na minha vida!

Dai o cenceito de decisões e tempo… estão entrelaçados!

Neste momento eu confesso que detesto um pouco isso. Mas estou orando para que Deus em sua infinita misericórdia possa vir me acalmar e trazer paz ao meu inquieto coração para aguardar a tão esperada oportunidade chegar!

Somente pela graça dEle que me ama, que nos ama…..


Sensações e Emoções

Aiiii que saudades de poder escrever neste santo lugar…. minha caixinha de desabafos….. Não só de desabafos, mas onde expresso parte dos meus pensamentos.

Nos últimos dias tenho passados por uma avalanche de sensações e emoções, e dai o título deste post. Vou do doce ao amargo, do frio ao quente, do alto ao baixo em questão se minutos. E acredite essa montanha russa de sentimentos muitas vezes acabam por exaurir as nossas forças.

E é quando mais estamos cansados, mais fatigados, que achamos o nosso descanso no Eterno. Ainda bem que tenho Jesus em minha vida, que sei que Ele é o socorro bem presente, que Ele é o meu escudo, é a minha fortaleza, e sei que nEle posso confiar. Ainda bem que sei que a sua palavra me motiva, quando não há mais motivação em mim, e que Sua mão me sustenta quando as minhas forças se vão. Porque é bem assim que sinto que os meus dias estão passando, e eu não quero que os meus dias simplesmente passem. Eu quero vivê-los em intensidade porque eu sou assim. Estou com saudades de mim, saudades de ser quem sou. Abri tanto mão de quem sou por coisas secundárias que nem percebi todas as mudanças que passei e que estou passando.

Quero apreciar o cinema sozinha novamente, apreciar ler um livro de tarde!!!!! Eu quero tempo para mim, quero estar com Deus e comigo antes de estar com qualquer outra pessoa.

Eu quero tirar fotos da planta, ou na frente da padaria, porque eu sou assim! E não quero mais ter que ser, socialmente amigavél, porque o que eu quero é viver e ser feliz!!!!!!

E quero tanto isso, que estou chegando em um ponto em que estou quase fazendo uma escolha bem diferente do que todos estão esperando, porque eu quero viver o hoje, porque o amanhã…… Eu não sei se vai chegar!


Pensamentos

Hoje pela manhã, estava eu refletindo sobre a minha vida. (Calma não era uma reflexão dramática sobre todos os acontecimentos que passei, e sim sobre os últimos ocorridos). Mas o que importa é que eu venho de uns dias para cá, refletindo e pensando bastante sobre as minhas vontades e prioridades. Sabe a velha história de “o que eu quero ser quando crescer”, então crescer eu cresci, mas o que eu tenho procurado fazer dos meus dias, o que tenho colocado como prioridade em minha vida, o que é que eu almejo para meu futuro?

É claro que sei que os planos de Deus em minha vida já estão definidos e traçados, que tenho convicção em meu coração que desejo vivê-los. Entretanto, no que me compete decidir e pensar a respeito deste assunto, o que é que eu tenho ambicionado, está é a verdadeira questão?

“Quem eu sou? Quem Tu és? Quem Tu queres que eu seja?” Este pequeno refrão que há muito tempo foi cantando muitas e muitas vezes por mim na igreja, nunca foi tão vivo e presente em meu coração como nos últimos dias.

De fato tenho conseguido absorver de Deus o que realmente eu quero para mim, e chego cada vez mais a conclusão de que o que eu quero é PAZ! E não estou falando de um paz utópica, onde o planeta inteiro vive como se estivesse em Woodstook e muito menos como se não existissem os conflitos entre os povos pelas nações a fora. Não, a PAZ que eu quero é a que vem dEle quando eu entendo que o Seu amor me preenche e quando eu entendo que as minhas conquistas virão em Seu tempo, e que me basta ter Fé! A PAZ que estou falando, é aquela que me faz dormir bem a noite, que quando estou relaxando lendo um livro, minha mente realmente está lendo este livro e não divagando pelos produtos que quero comprar para saciar o consumismo, pelas contas que preciso pagar, pelas viagens que quero fazer, e blá, blá, blá. A paz que eu quero é ter tempo para meditar na palavra de Deus, ter tempo de visitar amigos e parentes, poder ver um filme, poder ir assistir a um espetáculo de dança, poder entender que posso comprar minhas coisas sem ambicionar o que não consigo pagar, e entender que não preciso das grifes e dos brilhos, porque o que brilha para mim agora é a glória de Deus.

Sei que se alguem ler o que eu estou escrevendo, ficará um pouco perdido no raciocínio que é um pouco complexo. Mas é que eu senti necessidade de externar tudo isso para que minha mente pudesse refrigerar, rs.

Por enquanto para por aqui…

Graça de Deus, que é o suficiente, e que eu verdadeiramente entenda e viva isso.