Arquivo do mês: junho 2011

Porque você é mentiroso!

Certo dia, um homem pediu ao amigo que conseguisse algumas informações para ele. O amigo se prontificou a atender ao pedido e depois de alguns dias, conseguira as informações solicitadas. Entretanto, dado o valor das informações decidiu que não as passaria adiante, mas que as manteria para si de modo a usá-las em seu próprio benefício. Mais tarde, ao encontrar o homem amigo que lhe havia feito o pedido, o primeirou perguntou: ‘

E você, conseguiu encontrar o que te pedi?’

O segundo respondeu: ‘O que você me pediu? Não me lembro de nada. Tem certeza do que você pediu para mim?’

‘Como não se lembra? E aquelas informações que você ficou de conseguir para mim? Não se recorda?’

Ahhhhh sim, aquelas. …. Não ainda não as encontrei. Desculpa’

Se despediram e cada um seguiu o seu caminho. Pouco tempo de caminhada, o indivíduo que havia mentido se arrependeu e deciciu ir atrás do amigo e lhe contar a verdade. Quando o alcançou confessou sua mentira, passou as informações e se despediu.

Um ano depois, ao se encontrarem o indíviduo que havia mentido deciciu se desculpar:

‘Então amigo, naquela vez que menti para você sobre as informações, eu queria te pedir perdão porque…’

“Não precisa, eu já te perdoei. Eu sei porque você mentiu, deixa isso para lá.’

‘Você sabe porque eu menti? Como assim? Não, deixa eu te explicar…’

‘Esquece, eu já te perdoei. Eu sei porque você mentiu. Você mentiu porque você é um mentiroso!”

(Ariovaldo Ramos – Conferência Livres 2011 – Sábado ministração das 17h00)

Porque você é um mentiroso! Forte isso não é? Para mim pelo menos foi.

Esta parte acima transcrita não é todo o conto e escrevi da melhor maneira que me lembrei, foi a que mais me marcou. O amigo que quase foi prejudicado não deixou de falar com o amigo que mentiu, e quando o amigo se desculpou não foi julgado.

Porém não é isso ainda que quero destacar; quando o amigo diz: Você mentiu porque você é um mentiroso! Ai é que está. Conforme o próprio Ariovaldo nos ministrou naquele dia, só mente que tem capacidade de mentir, assim também entendo que só peca aquele que tem capacidade de pecar.

Nós seres humanos temos uma natureza humana pecaminosa, que gosta e que está acostumada a pecar (Porque todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus, Romano 3:23) e quando nós recebemos Jesus como Senhor e Salvador de nossas vidas o Espírito Santo passa a habitar em nós e nos ensinar a conduta e ações que Deus planejou para nós desde o princípio.

Lindo podermos saber e viver isso maravilhoso, mas o que eu tenho aprendido por esses dias com o Espírito lindo de Deus, é que eu não deixo de estar sujeita a situação do pecado. Se eu não buscar viver a palavra de Deus, orar, meditar em seus ensinamentos, fortalecer o meu Espírito minha carne volta sim a pecar. Ainda neste mundo eu não recebi o meu corpo santificado. Preciso estar atenta, mas preciso acima de tudo mais do que tudo, entender que eu dependo da graça e misericórdia de Deus. Que eu preciso do Espírito Santo para mudar qualquer coisa em mim. Eu preciso de Jesus para tudo, eu não sou auto suficiente.

Não sei se estou conseguindo me fazer entender: mas o que mais quero expor é que tudo o que somos de bom hoje: as maldades que paramos de fazer, as mentiras que paramos de contar, a prostiuição de deixamos de fazer, quando paramos de roubar, de matar (sonhos, esperanças, objetivos, sentimentos e vidas) não é pela nossa própria força, muito menos pela nossa própria vontade. É o infinito amor de Deus, através de Seu filho Jesus, que nos preenche, nos constrange e nos faz querer parecer cada dia mais com ELE.

Eu reconheço Jesus que não sou nada. Tudo o que é em mim, vem de Ti. Se não fosse o Teu amor na minha vida, eu estaria ainda perdida vagando na escuridão.

Salva e remida, pelo sangue do Cordeiro que foi, que é e que será para sempre,

Anúncios